Sexta-feira, 28 de Setembro de 2012

Doenças degenerativas - O Cancro...(V)

 

 

"Que teu alimento seja teu remédio, que teu remédio seja teu alimento."

Hipócrates

 

A ingestão de alimentos que não produzam acidez bem como o evitar do consumo de elementos tóxicos ou o aumento no consumo de água pura faz com que passe a haver reações metabólicas alcalinas no nosso organismo…

 

No geral, o cancro não é uma doença que nos “bate à porta”…nós é que a “convidamos a entrar” através de novos costumes alimentares, ambientais e estilos de vida…

 

Por mais que possamos achar estranho, cada vez mais se acha que a maioria das doenças degenerativas são doenças do foro psíquico…

Assim sendo, o que mais tem ajudado ao aparecimento dessas mesmas doenças é mesmo a alteração constante ao corte da liberdade a que nos temos imposto ou permitindo que nos imponham…

Cada vez mais nos vão castrando e obrigando a viver uma vida que não é nossa…

A vida não vivida dá lugar a angústias e depressões…impedindo a livre circulação da energia no nosso organismo…favorecendo desta forma a transformação dos tão temidos…ambientes ácidos…

 

Mas a vivência de uma vida não vivida não só favorece o aparecimento das doenças degenerativas como altera todo o normal funcionamento do nosso organismo…

O envelhecimento, o stress, dores de cabeça, problemas de coração, alergias, eczemas, urticária, asma, cálculos renais, arteriosclerose entre outros, são também consequências dessa mesma vida não vivida…

Como tal, convém não esquecer que um nível de vida saudável garante o fortalecimento do nosso sistema imunitário…

 

Alimentem o corpo mas não se esqueçam de também alimentar a alma…

Assim sendo, para a alma não existe nada melhor do que viver cada momento da forma como ele se apresentar sem ansiarmos por momentos futuros muito menos nos consumirmos com aqueles que já passaram…

Esta é a única forma de conseguirmos manter interligado o corpo e a nossa essência…

 

 

Agora…

Deixo uma mensagem muito pessoal para todos aqueles que já tiveram ou têm algum problema motivado por estas ditas…doenças degenerativas…

Apelo também a todos aqueles que se sentem “saudáveis” a refletirem bem nas próximas palavras…

 

Não fechemos os olhos para a nossa vida pois ela só existe se puder existir através do nosso “olhar”…

Não acreditemos no que o nosso pensamento nos tenta fazer acreditar…

Acreditemos em nós e em toda a força que conseguimos ter…mesmo que não saibamos de onde ela vem…

Os milagres só existem se tiverem início dentro de nós…

Eles existem se acreditarmos na sua existência…

 

O Universo dá-nos sempre uma nova oportunidade…que funciona como que um "aviso"...

Será que depois dos avisos conseguimos fazer algo para mudar determinada situação?

Será que conseguimos perceber esse mesmo aviso e conseguimos fazer algo…hoje…agora…para modificar o que existe de errado na nossa vida?

 

Esta vida…neste momento…é a única que temos…

Se ainda estamos a vivê-la é porque ainda não terminamos de realizar tudo aquilo que nos fez voltar…

Existem situações que por algum motivo são necessárias acontecer…

Certos acontecimentos são o resultado de “avisos” ignorados…

Eles “aparecem” com o intuito de nos obrigar a parar…a mergulhar dentro do ser que somos…e aprendermos a escutar aquilo que a nossa alma nos transmite…

 

Tenhamos coragem de conseguirmos ser…simplesmente nós mesmos…

 

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 07:08
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Setembro de 2012

Doenças degenerativas - O Cancro...(IV)

 

 

Como foi dito no “post” anterior, devemos evitar levar um estilo de vida antifisiológico ou seja, evitar tudo aquilo que possa adicionar ou criar acidez ao nosso organismo…pois não nos podemos esquecer que a acidez expulsa o oxigénio das células…

 

Uma célula privada de oxigénio pode tornar-se anaeróbica, sobrevivendo graças à glicose…

Para garantir a sua sobrevivência, altera a sua reprodução…convertendo-se numa célula mutante (cancerígena) …originando tecidos cancerígenos…

 

Um tecido doente é um tecido ácido enquanto o saudável é alcalino…

Desta forma, seria bom que não esquecêssemos que as células cancerígenas não sobrevivem a ambientes alcalinos com elevado teor de oxigénio…

Poderemos ser levados a pensar que se elevarmos simplesmente os níveis de oxigénio em determinada zona, estaremos a libertar a acidez dessa mesma zona…e como tal a eliminar as células cancerígenas…

Tal operação não é assim tão simples pois poderíamos estar a criar radicais livres ou seja excesso de átomos de oxigénio restantes da molécula de O2 pois o nosso organismo só utiliza um dos átomos dessa mesma molécula...

O excesso destes radicais livres leva a oxidação às células e ao seu ADN…facilitando desta forma a mutação e a oxidação dessa mesma célula…

 

Já vimos que os radicais livres, quando em excesso, podem ser causadores de mutações degenerativas…

Para além deles, sempre que o ambiente esteja propício, existem alguns vírus que causam mutações no ADN das células de forma arbitrária ou produzem proteínas que estimulam a proliferação das células…e algumas bactérias que criam infeções que podem tornar-se em crónicas…

 

Pode-se concluir que uma mutação degenerativa é iniciada quando existe algum dano no ADN…causado pelos fatores já referenciados…e que não é devidamente reparada pelos sistemas de controlo existentes nas células…

Dependendo da circulação da energia vital, esta mutação pode causar um desequilíbrio no ciclo celular, desencadeando uma reprodução acelerada e descontrolada de células mutantes…

 

Sabemos que uma forma de vida saudável faz com que consigamos libertar o nosso organismo da acidez…do lixo ácido que colocamos no nosso corpo…

Sabemos também que uma vida vivida faz circular a nossa energia vital e como tal, ergue as nossas defesas dando força ao nosso sistema imunitário…

 

Continuo a dizer…

Se sabemos tudo isto, nada temos a perder…vivamos simplesmente…

 

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 07:28
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Setembro de 2012

Doenças degenerativas - O Cancro...(III)

 

 

Como todos sabemos, existem cancros mais fáceis de tratar que outros…

 

Normalmente os tratamentos são baseados em cirurgias, radiações ou medicamentos usando cada um deles de forma individualizada ou combinada…

Todos os tratamentos têm como objetivo comum o remover das células cancerígenas ou pelo menos travar o seu crescimento ou propagação...

 

A quimioterapia intravenosa é a mais conhecida e é utilizada para matar as células mutantes tentando desta forma travar a sua rápida reprodução…

O efeito desta quimioterapia é obrigar o organismo a recorrer de imediato às suas reservas alcalinas a fim de neutralizar tanta acidez…pois as células cancerígenas não sobrevivem a ambientes alcalinos…ricos em oxigénio…

 

Combinada com a quimioterapia ou outros recursos usados no tratamento de tumores, pode ser usada também a radioterapia…

Este tratamento utiliza radiações para tentar destruir as células cancerígenas ou impedir que elas se alastrem…podendo ser através de radioterapia externa - utilizando isótopos radioativos (césio, cobalto) ou aceleradores lineares; ou braquiterapia - utilizando isótopos radioativos inseridos junto ao tumor (geralmente pequenas cápsulas) e libertando doses de radiação diretamente sobre ele…tendo a vantagem do paciente nada sentir…

Presentemente já existem sistemas radioterapêuticos "inteligentes" que são colocados nas células cancerígenas mas só atuam quando é decidido...como que uma pré-programação na destruição dessas mesmas células...

 

Também se utilizam hormonas para combater os tumores que sejam a elas sensíveis bem como novos agentes quimioterapêuticos em forma de comprimidos que para além de pouparem o doente de todos os desconfortos da tradicional quimioterapia, foram desenvolvidos para que a sua ação única fosse o atuar diretamente no tumor…

 

Recentemente foi desenvolvida uma terapêutica farmacológica inteligente…

Como disse anteriormente, as células cancerígenas desenvolveram meios de defesas capazes de ludibriar o sistema imunitário…

Esta nova terapia liga um anticorpo a um ponto de ancoragem na célula mutante…

Ao ligarem este anticorpo ao linfócito B maligno, é lançado o alerta informando o sistema imunitário de que a célula é maligna…

De imediato o sistema imunitário dá ordem para que vários dos seus componentes ataquem e destruam as células agora identificadas como malignas reduzindo desta forma o número anormalmente elevada de linfócitos B…

 

Acima de tudo, para além de tratamentos mais toleráveis e eficientes, cada vez mais se tenta estabilizar o paciente emocionalmente…pois cada vez mais se acredita que um franco equilíbrio emocional seja meia cura…

 

É claro que, como já referi anteriormente, existem pessoas que já nascem com uma predisposição genética de desenvolver mutações no decorrer da divisão de algumas células quando sujeitas a alterações de ambiente…

Como também já foi dito, o risco de apanharmos cancro depende quase exclusivamente do estilo de vida que decidimos levar…

 

Para além dos cuidados que temos de ter em viver verdadeiramente a vida, existem outros fatores que temos vindo a alterar e que podem contribuir de forma significativa para o desenvolver…

 

Como tal, seria bom termos cuidados redobrados com certos fatores externos nomeadamente a alimentação, a moderação de certos vícios como o tabaco, álcool, café e outros, cuidados com os excessos de peso e, principalmente, tudo aquilo que nos coloca “em baixo” e que não nos permite viver…

 

Em suma, evitar um estilo de vida antifisiológico ou seja, evitar tudo aquilo que possa adicionar ou criar acidez ao nosso organismo…pois não nos podemos esquecer que a acidez expulsa o oxigénio das células…

 

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 07:21
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Setembro de 2012

Doenças degenerativas - O Cancro...(II)

 

 

Quando deixamos de viver a nossa vida, a harmonia interior é completamente alterada e o nosso organismo começa a produzir e armazenar mais acidez e lixo tóxico do que pode eliminar…

Para o nosso organismo um PH ácido significa a morte…

 

A constante vivência da vida olhando-a pelo lado “negativo”, provoca em nós uma angústia tal que consegue alterar todo o nosso organismo…

Essas alterações interferem na forma como o nosso cérebro reage às mensagens que recebe, como o nosso aparelho digestivo processa o que ingerimos, como o nosso sistema imunitário defende o nosso organismo, etc…

Para agravar ainda mais a situação, quando não estamos bem, temos a tendência para aumentar o consumo de certos vícios (quando os temos) bem como a ingestão de alimentos que devido à sua composição contribuem ainda mais para os tão temíveis ambientes ácidos…

Esta continuidade da alteração comportamental pode provocar uma desarmonia tal, que poderá levar ao ponto de alguma zona no nosso organismo poder degenerar…criando alterações em alguns setores de certos cromossomas das células dessa zona…

 

Como tal, resta-nos ter a consciência de que o continuar de uma vivência não equilibrada pode estar a alterar os nossos níveis de acidez criando um excesso de acidificação no nosso organismo...

Assim, desta forma, poderemos estar a contribuir para que haja sérias alterações no interior do nosso organismo e contribuir de forma significativa para o desenvolvimento das tais doenças degenerativas graves…

 

Estas alterações dificultam a oxigenação natural de tecidos e células, elevando também desta forma a acidez em algumas zonas do nosso organismo…

É claro que a maioria das células dessas mesmas zonas quando privadas de oxigénio e com um aumento significativo da acidez tendem a morrer…

Outras porém na tentativa de se defenderem criam alterações na sua reprodução, de forma a tornarem-se anaeróbicas, conseguindo assim resistir a esses mesmos ambientes…

O nosso sistema imunitário, atento, tenta combatê-las de imediato…através de certos linfócitos…

Mas, algumas dessas células mutantes, desenvolveram novas mutações na expetativa de se defenderem dando origem a novas células com um sistema altamente sofisticado de defesa ao ponto de conseguirem camuflar as suas mutações e transmitirem aos sistemas reguladores uma falsa normalidade fazendo, desta forma, com que o nosso sistema imunitário não as reconheça como mutantes e como tal…não as destrua…

Libertas dos anticorpos que as poderiam destruir e do controle reprodutivo, as células mutantes podem tornar-se muito agressivas e incontroláveis originando assim uma anormal aglomeração de células cancerígenas, originando o tumor…

Para além do livre crescimento, estas mesmas células têm a capacidade de invadirem tecidos e órgãos que lhes são próximos, podendo migrar para os vasos sanguíneos e para os vasos linfáticos sendo desta forma transportados para várias zonas do nosso organismo…

 

A esta migração de células tumorais, chama-se metástases…

 

Consoante a velocidade de desmultiplicação e mutação das células cancerígenas, assim qualificamos o tumor como maligno ou benigno sendo a reprodução deste último de tal maneira lenta que pouco ou nada altera o tecido original e, como tal, raramente apresentar um risco de vida…

 

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 07:53
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Setembro de 2012

Doenças degenerativas - O Cancro...(I)

 

 

 

Cada Ser é único…

Os seres humanos através de pequenas alterações na sua constituição genética, são únicos também na sua parte física…

 

Essas modificações são responsáveis não só pelas diferenças visuais externas mas também por todas as diferentes constituições internas…

Infelizmente, estas alterações genéticas podem também ser causadoras da predisposição que facilita o aparecimento de certas doenças…

Esta predisposição aliada a estados comportamentais específicos que impeçam a normal circulação da energia no nosso organismo cria um anormal funcionamento em determinadas zonas do nosso corpo, colocando em risco algum do seu equilíbrio funcional…

Se a este cenário adicionarmos algumas influências ambientais, acabamos por destabilizar completamente a já debilitada harmonia no nosso organismo podendo daí resultar alguma doença degenerativa grave…nomeadamente o Cancro…

 

Dá-se o nome de cancro a várias doenças, diferentes entre si, onde o fator comum é o crescimento descontrolado de células alteradas nos seus géneses…

 

No nosso corpo físico, quando em equilíbrio, existe um enorme controlo feito por células especializadas que regulam e nivelam não só as necessidades do organismo bem como o crescimento celular…

Estas necessidades são todas transmitidas através da comunicação intercelular que também ela é controlada por mecanismos reguladores…

Mal existe alguma anomalia detetada, quer no funcionamento ou alteração genética durante a divisão celular, estes mecanismos ativam sistemas de reparação suspendendo o ciclo celular até o erro estar corrigido…

 

Em suma, quando a nossa energia circula livremente, o nosso organismo funciona de forma equilibrada e todos os sistemas desempenham normalmente as suas funções mantendo os níveis de alcalinidade, garantindo a distribuição correta de oxigénio conforme as necessidades, libertando constantemente as substâncias tóxicas, mantendo-se atento a ataques exteriores de vírus, bactérias ou outros fatores, controlando a reprodução celular estando alerta para qualquer alteração no interior de cada célula eliminando rapidamente qualquer tipo de mutação, bem como a garantia de controle no funcionamento de outras funções vitais…

 

Claro que tudo isto acontece, como disse anteriormente, quando estamos em completo equilíbrio…

 

Normalmente a forma de vida que levamos é responsável por esse mesmo equilíbrio…ou seja, nós somos os responsáveis por tudo o que nos acontece…

 

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 08:12
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 20 de Setembro de 2012

Trocas Energéticas...(VI)

 

 

 

A energia vital que circula no nosso organismo precisa de ser constantemente renovada…

Essa renovação só é conseguida através das trocas energéticas com o meio ambiente…

 

Se uma boa circulação de energia só se consegue com uma mente sã, podemos então dizer que se vivermos em verdadeiros estados de consciência conseguimos ter um corpo equilibrado…

Este equilíbrio faz com que a energia circule livremente no nosso corpo físico…

Essa mesma livre circulação, através dos canais energéticos internos, faz com que consigamos manter abertos os portais que nos ligam ao exterior e por eles conseguir manter unidos corpo e alma (essência)…pois este equilíbrio faz com que a energia não circule somente no nosso corpo físico…

 

O nosso corpo físico existe numa dimensão e a nossa alma…essência…noutra…

Existe um conjunto de pontos que separa estas duas dimensões…

As trocas energéticas existentes entre eles são feitas por rotas energéticas…que atravessam esses mesmos pontos…

Esses pontos são como que túneis que permitem as rotas energéticas de cada lado…se encontrarem…

São estas rotas que nos ligam também ao exterior…

 

É através desta constante harmonia que conseguimos não só as tão importantes trocas energéticas com o exterior, bem como a nossa ligação a tudo quanto nos rodeia…

Essas trocas farão com que estejamos, de forma constante, a renovar a energia dentro de nós…

 

É esta simbiose entre o exterior e o interior, que nos mantém ligados às várias dimensões…

Toda esta harmonia faz com que consigamos ter uma boa troca energética com o Universo…

Toda esta troca energética vai fazendo com que haja cada vez mais um equilíbrio cósmico…

 

É esse mesmo equilíbrio que fará com que um dia possamos viver…num novo mundo…

 

 

Fiquem bem…

 

 

 

 


publicado por Agora às 07:16
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 19 de Setembro de 2012

Trocas Energéticas...(V)

 

 

A tentativa constante de padronização a que estamos diariamente expostos adicionado ao socialmente correcto, tem feito com que fossemos perdendo algum gosto pela vida vivida…

Vivemos simplesmente a vida que permitem que vivamos…controlando-nos através do medo…

Se observarmos tudo quanto nos rodeia, rapidamente chegamos à conclusão da forma diversificada de como nos são incutidos esses mesmos medos…

Olhando, por exemplo, para tudo o que é publicidade, reparamos que é preciso ter “isto” para conseguir “aquilo”…mas se não tivermos “isto”, seremos eternamente infelizes…

Se repararmos na comunicação social, pouco mais nos é apresentado do que situações de “desgraça” que têm como reflexo gerar o medo…medo de perder, muitas das vezes, o que nem temos…

Cada vez mais nos estamos a afastar do verdadeiro ser que realmente somos...

Partilhamos cada vez menos…

Guardamos cada vez mais os problemas que nos consomem…

Esquecemo-nos de lutar por nós…

Temo-nos tornado em seres autómatos…quer de forma consciente ou inconsciente…

 

Alterações constantes na privação da liberdade do indivíduo aliada aos já mencionados medos incutidos, tem ajudado a que cada vez mais se ouça falar nas tão temíveis doenças degenerativas entre as quais…o Cancro…

 

É claro que a degeneração das células também é acelerada por fatores externos…

Mas, o desenvolvimento das células mutantes só se dá quando o nosso sistema vital se encontra debilitado ou seja, quando o privamos da livre circulação da energia vital…

 

Mas, continuo a achar que esta mesma degeneração numa determinada zona só se dá quando privada de energia…

 

Na dúvida, nada melhor do que conseguirmos viver o que o Universo tem para nos oferecer…a cada momento…

A vivência do momento em verdadeiros estados de presença, faz com que consigamos abrir os chacras e efectuarmos de forma constante a troca das energias vitais…

A vivência de uma vida de forma aberta e despreocupada é conseguida se tivermos a corarem de viver cada momento dessa mesma vida…

 

Se conseguirmos viver verdadeiramente cada momento, não “temos tempo” para ter…medos…

 

Esta liberdade liberta os circuitos energéticos dentro do nosso corpo físico fazendo com que a energia circule livremente dentro dele…

Este normal funcionamento faz com que as trocas energéticas, entre o nosso corpo e a nossa essência (alma), se façam naturalmente…

 

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 07:26
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 18 de Setembro de 2012

Trocas Energéticas...(IV)

 

 

Alteração nos comportamentos individuais e sociais tem feito com que as atitudes de cada individuo sejam cada vez mais interiorizadas…

É claro que isto provoca grandes alterações no interior do nosso organismo…

A energia não circula livremente dentro de nós pois o nosso cérebro passou a controlar os circuitos energéticos…

 

A privação de energia numa determinada zona, para além de fazer com que o oxigénio não chegue normalmente às células, cria alterações no funcionamento dessas mesmas células fazendo com que não consigam assimilar, de forma normal, o pouco oxigénio que recebem…

A continuidade desta situação diminui cada vez mais o nível de oxigénio nessa zona, aumentando a assim a acidez nesse ambiente…que por sua vez, os ambientes ácidos, expulsam o oxigénio…

As células existentes nessa mesma zona, tentam encontrar uma solução para resolver essa deficiência…e continuar com o normal funcionamento…

Normalmente quando privadas de energia e de oxigénio por largos períodos, acabam por morrer…

Mas existem algumas que ao tentarem defender-se, “assumem” que não existe problema nenhum seguindo com o seu funcionamento de forma deficiente degenerando e transformando-se em células anaeróbicas, conseguindo assim sobreviver a ambientes com ausência de oxigénio…

Esta mutação genética cria uma nova célula ausente de todo e qualquer controle…pois ela própria conseguiu “desativar” o controle feito por hormonas externas e ludibriar todos os sistemas de defesa bem como todas as inibições à sua divisão…

Os seus mecanismos internos naturais de sobrevivência fazem com que ela não só fique adaptada ao meio mas também garanta a sua implantação a esse mesmo meio…originando uma nova célula com mecanismos internos de estimulação ao crescimento podendo a sua reprodução dar-se de forma descontrolada com a agravante das células mais antigas, não morrerem…

Por outro lado, as novas células degeneradas origina cada vez mais células com novas mutações e cada vez mais adaptadas às alterações do ambiente…

A maior ou menor ausência de energia numa determinada zona, acelera ou diminui a velocidade reprodutiva das novas células mutantes …

 

O maior problema é que tudo isto pode acontecer sem darmos conta e de um momento para outro, podemos estar perante um problema grave de saúde…

 

Esta é a causa de muitas das doenças degenerativas no nosso organismo…

 

Já sabemos que isto só acontece quando privamos o nosso organismo das energias vitais…

Sabemos também que a livre circulação dessa mesma energia consegue-se sempre que conseguimos ter uma harmonia entre corpo e alma…

Se sabemos tudo isto, sabemos também que a melhor forma de conseguirmos tudo isto é…vivendo…

 

 

 

Fiquem bem…

 

 

Nota:

Acerca das doenças degenerativas, espero em breve colocar alguns textos com a minha análise acerca delas: fatores que as desencadeiam, aparecimento, progressão, estabilização, possível cura…etc.

Será uma análise um pouco diferente pois tentarei fazê-la de uma forma mais…científica…

 

Mas até lá, o melhor mesmo é tentarmos garantir um corpo são…vivendo…

 

 


publicado por Agora às 08:45
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 7 de Setembro de 2012

Trocas Energéticas...(III)

 

 

 

A vivência de vidas que não são as nossas ou a falta de atitude na mudança de hábitos psíquicos que condicionam o nosso bem estar, impedem o normal funcionamento das trocas energéticas…

Essa ausência de renovação energética provoca sérios problemas na nossa parte física…

 

Quando somos pessoas extremamente fechadas em nós mesmos, criamos barreiras herméticas com o exterior tornando-nos quase…impermeáveis…

Essas barreiras em vez de nos proteger servem para nos afastar cada vez mais de nós mesmos…isolando-nos do mundo exterior…

 

O maior problema em agirmos desta forma normalmente aparece de forma…invisível…

 

Todas as barreiras que erguemos com o intuito de nos protegermos, para além de não nos proteger, impedem também as tão necessárias renovações energéticas com o exterior…originando a deterioração da energia retida em nós…

Por outro lado, o descontrole psíquico, a depressão ou micro depressão, a angústia, os medos, a falta de coragem em viver poderá fazer com que privemos algumas zonas do nosso organismo dessa mesma energia vital contribuindo assim para a sua degeneração…

 

Todos sabemos que no ciclo normal das células no nosso organismo, elas crescem e dividem-se formando novas células substituindo desta forma as células envelhecidas que acabaram por morrer…

Normalmente este processo é controlado pelo nosso sistema endócrino ou por hormonas libertadas pelas células adjacentes…controlando dessa forma a sua reprodução fazendo com que o tecido por elas formado possa crescer ou atrofiar, conforme as necessidades…

 

Mas, como disse anteriormente, uma vida não vivida provoca uma anormal circulação da energia no nosso organismo alterando de forma significativa o normal funcionamento das nossas células…

Para além de as afectar directamente, uma alteração na normal circulação da energia no nosso organismo, altera também de forma significativa o normal funcionamento do nosso sistema endócrino…imunitário…e linfático…

 

Para evitarmos estas possíveis alterações nada como fazermos de tudo, com o intuito de conseguirmos manter uma mente sã para que, desta forma, também consigamos ter um corpo em equilíbrio…funcionando normalmente…

 

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 06:55
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 6 de Setembro de 2012

Trocas Energéticas...(II)

 

 

 

A maior ou menor abertura que conseguimos obter nas trocas energéticas com a nossa fonte de vida…a nossa alma (essência) faz com que haja uma maior ou menor harmonia entre a parte física e a espiritual…

Esse mesmo equilíbrio origina não só a quantidade mas também a forma como se processam as trocas energéticas entre o Ser e o Universo…

Esta oscilação determina também a maior ou menor evolução do ser…

 

É a esta predisposição que a filosofia hinduísta chama de “abertura dos chacras”…

Segundo ela, os chacras ou xacras (também conhecidos pela grafia chakras), são pontos no nosso corpo físico por onde fazemos as trocas energéticas com outros planos (outras dimensões) …

Através deles, a energia vital entra no corpo humano e, através de canais energéticos internos, ela poderá circular livremente…

Assim sendo, os chacras são como que “portais energéticos” no nosso organismo por onde se fazem as trocas energéticas com o exterior…

É através deles que nos ligamos uns aos outros e, como tal, é através deles que estamos ligados ao Universo…

Existem grandes divergências quanto ao número destes “portais”…

Eles poderão ser imensos se os igualássemos à quantidade de poros que temos…

Normalmente atribui-se como sendo sete…os principais…

Mas, acerca dos chacras propriamente ditos, “falaremos” em outro momento…

 

Uma boa consciência de nós próprios bem como de tudo o que nos rodeia, fará com que consigamos ter uma mente sã…

Uma mente sã fará com que as trocas energéticas no nosso corpo físico se possam processar livremente…

 

Desta forma podemo-nos considerar psiquicamente e fisicamente equilibrados…

Esse mesmo equilíbrio fará com que haja também uma liberdade energética e desta forma, a energia poderá circular livremente…

Esta mesma livre circulação, faz com que possamos ter um bom funcionamento do nosso sistema endócrino…

 

Com tudo isto quero alertar que a falta prolongada dessa mesma harmonia, altera o normal funcionamento do nosso organismo…

Como tal, é normal que nesta situação possam aparecer certos sinais…alertando-nos para a necessidade urgente em alterarmos alguns dos nossos hábitos…

Depois de alertados e conseguindo agir de forma consciente, podermos conseguir evitar doenças mais graves…

 

Nos próximos “post´s” tentarei, de forma sucinta, colocar a minha reflexão acerca do aparecimento das ditas…doenças graves…

 

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 07:43
link do post | comentar | favorito

.Mais...


. Perfil...

. Adicionar...

. 7 seguidores

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
21
22

23
29

30


.Momentos mensais...

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.Momentos...

. Doenças degenerativas - O...

. Doenças degenerativas - O...

. Doenças degenerativas - O...

. Doenças degenerativas - O...

. Doenças degenerativas - O...

. Trocas Energéticas...(VI)

. Trocas Energéticas...(V)

. Trocas Energéticas...(IV)

. Trocas Energéticas...(III...

. Trocas Energéticas...(II)

. Trocas Energéticas...(I)

. Reencontro...

. Quarta etapa...(IV)

. Quarta etapa...(III)

. Quarta etapa...(II)

. Quarta etapa...(I)

. Terceira etapa...(VI)

. Terceira etapa...(V)

. Terceira etapa...(IV)

. Terceira etapa...(III)

. Terceira etapa...(II)

. Terceira etapa...(I)

. Segunda etapa...

. Primeira etapa...

. Preparação da caminhada.....

. Preparação da caminhada.....

. Preparação da caminhada.....

. Preparação da caminhada.....

. Propósito desta caminhada...

. Propósito desta caminhada...

. Propósito desta caminhada...

. Caminhada em busca de mim...

. Caminhada em busca de mim...

. Caminhada em busca de mim...

. Respostas - Livre Escolha...

. Respostas - Livre Escolha...

. Respostas - Livre Escolha...

. Respostas - Livre Escolha...

. Perguntas - Livre escolha...

. Análise – Resumo…(V)

. Análise – Resumo…(IV)

. Análise – Resumo…(III)

. Análise – Resumo…(II)

. Análise – Resumo…(I)

. Análise – Mudança…(V)

. Análise – Mudança…(IV)

. Análise – Mudança…(III)

. Análise – Mudança…(II)

. Análise – Mudança…(I)

. Análise – Indecisões…(II)